Como saber o que fazer da vida?

oque

Chegou aquela hora da vida onde você precisa escolher alguma coisa para fazer e, então, virar adulto oficialmente. Para algumas pessoas essa é uma tarefa simples, para outras isso pode virar algo desesperador. Enquanto alguns tem aquela certeza plena de que nasceram para algo, outras não fazem ideia por onde começar!

No post de hoje, vou falar um pouco sobre dois caminhos que podemos seguir na hora de tomar essa decisão (ou retomar essa decisão, já que é extremamente normal se sentir perdido e querer mudar de rumo no meio da jornada).

O que fazer da vida?

Vamos começar respondendo algumas perguntas:

  1. O que você faria todos os dias, mesmo que não te pagassem para fazer (não vale responder dormir!)
  2. Com o que você gasta a maior parte do seu tempo livre?
  3. Sobre o que você gosta de ler e procurar mais informações sobre?
  4. Como você imagina sua vida daqui 7 anos (nisso pense sobre onde quer morar, com quem quer estar, para onde quer viajar, o que quer dirigir, etc)

Agora, a partir dessa lista, a gente já pode ir traçando algumas linhas básicas sobre o que fazer da sua vida (profissionalmente falando, porque né… quem dera só essas perguntas ajudassem a gente resolver tudo).

Com tudo anotadinho no papel, comece a ver quais padrões se repetem. Por exemplo, se você escreveria todos os dias mesmo que não te pagassem, gasta a maior parte do seu tempo lendo livros/blogs/bulas de remédio e daqui a sete anos se imagina morando num apêzinho lindo, todo vibe Pinterest, talvez já com um amor para chamar de seu, viajando nas férias e indo fazer umas road trips nos feriados… Jornalismo pode ser uma boa.

Entenderam a lógica? É bem simples. A ideia é pensar em profissões que possuam as atividades que você já curte fazer. Quando a gente começa a encontrar essa similaridades, as coisas vão ficando mais fáceis e vamos percebendo que existe (SIM!) algo com o qual a gente se identifique.

Dê atenção aos seus hobbies

Não ignore seus hobbies, mesmo se achar eles bobos. A maioria dos meus amigos que hoje fazem Arquitetura, passavam horas jogando The Sims e a maioria dos amigos que fazem Publicidade sempre foram loucos por filmes/séries/entender o que rola no mundo. Queria muito dar um exemplo de Exatas, mas eu não faço ideia de como a mente de pessoas de Exatas funcionam, por favor me ajudem nos comentários!

A questão toda é: você nasceu para fazer algo de relevante no mundo! MESMO! Sua vida não foi um mero acaso e existem um monte de aventuras e coisas incríveis te esperando. Sei que existe uma pressão absurda para encontrar algo pelo o qual você é loucamente apaixonado e trabalhar com isso, mas não se entrega para essa pressão. Mesmo.

Aliás, trabalho e paixão são coisas maravilhosas para caminharem juntas mas você não precisa se culpar se não for assim com você, ok? Mas isso é assunto para outro post… um que vai render depoimentos de um monte de gente que eu amo e tem várias historias para contar. Por enquanto, ficamos assim: não se desespere, é possível achar algo legal para fazer com a sua vida profissional.

E por aí, vocês tem alguma dica para descobrir que profissão seguir? Me ajudem e ajudem a galera falando sobre elas aqui em baixo!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • Blogger
  • Tumblr
  • Pinterest
  • Orkut
  • Reddit
  • Delicious
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • PDF
  • Print
  • Email
  • RSS

10 verdades que vão levantar a sua auto estima agora!

auto_estima
  1. Você não está aqui atoa

    Deus, universo ou no que mais você acreditar. A sua existência aqui foi planejada (mesmo que não tenha sido pelo os seus pais) e tem um propósito! Sua vida tem motivo, você só precisa entender qual é.

  2. Você não é feia…

    …só está olhando para as referências erradas de beleza! Qual o motivo de passar horas sofrendo com a foto de uma modelo loira da Victoria’s Secret se você tem esse quadril maravilhoso e esses cachos doidos para conhecerem o mundo? Mude suas referências!
  3. Só tem uma de você

    Isso é bem clichê, eu sei. Mas é verdade. Imagina o desperdício para o mundo se você não colocar suas habilidades e sonhos únicos em prática? Nunca vai ser possível acontecer alguém como você

  4. A sociedade é a errada

    Não você! Suas medidas não estão erradas, sua pele não está errada, seu cabelo não está errado! A sociedade cria padrões pré moldados e espera que a gente se encaixe neles (só para vender mais coisas). Então, se você não se encaixa em algum deles… Bom, o problema não é seu. Não se odeie por isso.

  5. Talvez o ambiente seja o problema

    Se o ambiente no qual você vive (como seus amigos, por exemplo) faz com que você se sinta mal com você mesma, pense em mudar de ambiente. Muitas vezes pessoas tóxicas fazem com que a gente acredite em mentiras sobre nós mesmos.

  6. Não existe um corpo perfeito

    E nem nunca vai existir! Até aquelas modelos de passarela conseguem apontar mil defeitos nelas mesmas. Não se cobre absurdamente, tenha graça com você.

  7. Se você não começar a se amar, dificilmente alguém vai

    Sei que esse é sacode para vida, mas ele cheio de amor. É uma jornada difícil e que dura a vida inteira, mas você precisa dar o primeiro passo! Caso o contrário, sempre vai estar preso em relacionamentos tóxicos.

  8. Invista nos pequenos passos, eles carregam grandes poderes

    Comprar um vestido sem mangas, investir uma grana em um corte de cabelo que você ame… Que pequena atitude você pode tomar hoje para se sentir melhor consigo mesma?

  9. Se cercar de gente do bem ajuda (e muito!)

    Complementando a verdade número 5, ao trocar de ambiente (e de amigos) é necessário substituir! Pessoas que entendem e respeitam belezas diferentes, que te amam como você é e querem te apoiar nessa jornada. Elas existem, acredita em mim!

  10. As mudanças não vão acontecer de um dia para o outro

    Eu queria muito que as coisas acontecessem da noite para o dia, mas não é assim. Principalmente quando se trata de auto estima e de referências criadas ao longo de toda a sua vida. Por isso, tenha graça com você e comemore os pequenos passos.

    E por aí, você tem alguma super verdade que vem te ajudando a melhorar sua auto estima? Me conta, quero saber!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • Blogger
  • Tumblr
  • Pinterest
  • Orkut
  • Reddit
  • Delicious
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • PDF
  • Print
  • Email
  • RSS

5 filmes para se sentir mais bonita e feliz sendo você

filmes_autoestima  
  1. O Diabo Veste Prada

    Esse filme é o responsável por eu ter começado a gostar de moda. Eu amo o fato da Andrea ter tido a oportunidade de virar uma pessoa completamente diferente para, no final, perceber que ela amava ser ela mesma – e só precisava de uns pequenos ajustes de atitude. 

  2. O Diário da Princesa

    Tá bom, gente, essa lista não deixa eu esconder o meu amor pela Anne Hathaway (mas juro que dessa vez não foi intencional!). Mas “O Diário da Princesa” segue o mesmo princípio de “O Diabo Veste Prada”: muitas vezes a gente só precisa de um pequeno ajuste para entender as coisas que amamos em nós mesmas (e eu também amo essa vibe EXTREME MAKEOVER clichê para caramba, então perdoem).

  3. Hairspray – Em Busca da Fama

    Como não amar a Tracy Turnblad? Acho bastante impossível. O filme é uma lição de auto estima não só pela questão de amar o seu corpo, mas também para gente fazer uma auto análise do quanto nós fechamos para o mundo por medo que ele não goste tanto da nossa aparência – presta atenção na sequência (e no diálogo logo antes) de Welcome to the 60’s e você vai pegar a mensagem direitinho.

       
  4. O Amor é Cego

    Se eu pudesse dar cinco estrelinhas do amor para um filme, esse ganharia umas vinte. Perdi a conta de quantas vezes assisti “O Amor é Cego”, já decorei todas as falas. Sei que a mensagem é absurdamente clichê, mas ele é um dos filmes mais verdadeiros que eu já vi na vida. Sempre me faz refletir sobre um milhão de coisas (inclusive sobre como eu adoro o Jack Black de qualquer jeito).

     
  5. D.U.F.F.

    Comecei a ver esse filme forçada, achando que ia ser uma tentativa de imitar “Meninas Malvadas” (aka o rei de todos os filmes sobre Ensino Médio), me enganei de leve. A Bianca é a personagem mais gente como a gente que eu já vi em anos! Gosto de como ele faz a gente perceber que, muitas vezes, criamos  e acabamos nos prendendo em algumas paranóias que só existem na nossa cabeça. Tem no Netflix, vai lá ser feliz!

E por aí, você tem algum filme que faz com que você se sinta mais bonita? Me conta, amo suas indicações!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • Blogger
  • Tumblr
  • Pinterest
  • Orkut
  • Reddit
  • Delicious
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • PDF
  • Print
  • Email
  • RSS