Como saber o que fazer da vida?

oque

Chegou aquela hora da vida onde você precisa escolher alguma coisa para fazer e, então, virar adulto oficialmente. Para algumas pessoas essa é uma tarefa simples, para outras isso pode virar algo desesperador. Enquanto alguns tem aquela certeza plena de que nasceram para algo, outras não fazem ideia por onde começar!

No post de hoje, vou falar um pouco sobre dois caminhos que podemos seguir na hora de tomar essa decisão (ou retomar essa decisão, já que é extremamente normal se sentir perdido e querer mudar de rumo no meio da jornada).

O que fazer da vida?

Vamos começar respondendo algumas perguntas:

  1. O que você faria todos os dias, mesmo que não te pagassem para fazer (não vale responder dormir!)
  2. Com o que você gasta a maior parte do seu tempo livre?
  3. Sobre o que você gosta de ler e procurar mais informações sobre?
  4. Como você imagina sua vida daqui 7 anos (nisso pense sobre onde quer morar, com quem quer estar, para onde quer viajar, o que quer dirigir, etc)

Agora, a partir dessa lista, a gente já pode ir traçando algumas linhas básicas sobre o que fazer da sua vida (profissionalmente falando, porque né… quem dera só essas perguntas ajudassem a gente resolver tudo).

Com tudo anotadinho no papel, comece a ver quais padrões se repetem. Por exemplo, se você escreveria todos os dias mesmo que não te pagassem, gasta a maior parte do seu tempo lendo livros/blogs/bulas de remédio e daqui a sete anos se imagina morando num apêzinho lindo, todo vibe Pinterest, talvez já com um amor para chamar de seu, viajando nas férias e indo fazer umas road trips nos feriados… Jornalismo pode ser uma boa.

Entenderam a lógica? É bem simples. A ideia é pensar em profissões que possuam as atividades que você já curte fazer. Quando a gente começa a encontrar essa similaridades, as coisas vão ficando mais fáceis e vamos percebendo que existe (SIM!) algo com o qual a gente se identifique.

Dê atenção aos seus hobbies

Não ignore seus hobbies, mesmo se achar eles bobos. A maioria dos meus amigos que hoje fazem Arquitetura, passavam horas jogando The Sims e a maioria dos amigos que fazem Publicidade sempre foram loucos por filmes/séries/entender o que rola no mundo. Queria muito dar um exemplo de Exatas, mas eu não faço ideia de como a mente de pessoas de Exatas funcionam, por favor me ajudem nos comentários!

A questão toda é: você nasceu para fazer algo de relevante no mundo! MESMO! Sua vida não foi um mero acaso e existem um monte de aventuras e coisas incríveis te esperando. Sei que existe uma pressão absurda para encontrar algo pelo o qual você é loucamente apaixonado e trabalhar com isso, mas não se entrega para essa pressão. Mesmo.

Aliás, trabalho e paixão são coisas maravilhosas para caminharem juntas mas você não precisa se culpar se não for assim com você, ok? Mas isso é assunto para outro post… um que vai render depoimentos de um monte de gente que eu amo e tem várias historias para contar. Por enquanto, ficamos assim: não se desespere, é possível achar algo legal para fazer com a sua vida profissional.

E por aí, vocês tem alguma dica para descobrir que profissão seguir? Me ajudem e ajudem a galera falando sobre elas aqui em baixo!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Plus
  • Blogger
  • Tumblr
  • Pinterest
  • Orkut
  • Reddit
  • Delicious
  • LinkedIn
  • Add to favorites
  • PDF
  • Print
  • Email
  • RSS